Cuidando Da Sansevieria Em Casa: Veja Dicas Práticas

Sansevieria em vasos

Se você é fã de plantas rústicas e resistentes, provavelmente já ouviu falar da Sansevieria. Elas são mais conhecidas por seus nomes populares, como Lança ou Espada-de-São-Jorge, além de outras variações como Língua-de-sogra, Espada-de-Ogum ou Espada de Santa-Bárbara. São muito procuradas sobretudo por seu cultivo simples e de baixa manutenção.

A maioria das espécies de Sansevieria vem de regiões semiáridas da África tropical, como as populares Sansevieria trifasciata e Sansevieria cylindrica. No entanto, espécies como a Sansevieria ehrenbergii são originárias do nordeste da África e seu habitat compreende também a Líbia, Omã e Arábia Saudita.

As Sansevierias são indicadas principalmente para quem está iniciando na jardinagem e quer uma planta resistente e duradoura. Seguindo algumas dicas simples é possível ter uma planta saudável e bonita para decorar seu jardim e sua casa.

Dicas Práticas sobre a Sansevieria

Separamos algumas dicas de cultivo que se adequam à maioria das espécies de Sansevieria. Entretanto, prefira aumentar seu conhecimento sobre a planta que você quer levar para casa. Pesquise pelo nome científico e saiba mais detalhes da espécie que você escolheu.

1 – Preferência por locais claros e ensolarados

  • A Sansevieria é uma planta que se adapta facilmente à diferentes níveis de luminosidade
  • Em seu habitat original a Sansevieria é exposta a muita luz solar direta
  • Entretanto, quanto maior a exposição à luz solar, mais clara ficam as folhas
  • É capaz de se desenvolver em ambientes sombreados com menor luminosidade, mas seu crescimento será mais lento e as folhas poderão ficar mais finas
  • O contraste de cores das folhas ficará mais evidente quando a planta for cultivada em local semissombreado
  • Ambientes muito escuros e com pouca luminosidade, deixarão a planta com as folhas amareladas e debilitada
  • É muito raro o florescimento em ambientes sem sol
Inflorescência da Sansevieria em duas fotos
Inflorescência da Sansevieria

2 – Importância do Substrato adequado

  • Ela se desenvolverá melhor em substrato bem drenado e pobre em nutrientes
  • Se preferir use um substrato especial para cactos e suculentas, rico em minerais e com baixo teor de húmus
  • Para fazer uma mistura de substrato em casa, utilize terra vegetal misturada com areia grossa na proporção de 3:1
  • Faça uma camada de drenagem no fundo do vaso com argila expandida
  • É possível o cultivo em hidroponia.

3 – Não regue demais a Sansevieria

  • Essa suculenta pode armazenar água em suas folhas, sendo assim tolera até um breve período sem água
  • Evite regar muito para evitar apodrecimento das raízes
  • Regue apenas quando a superfície do solo estiver bem seca
  • Regue menos frequentemente em períodos de chuva ou alta umidade do ar
  • Ela prefere água da chuva e água com baixo teor de calcário
  • Em ambiente interno, regue na lateral do solo para evitar apodrecimento das folhas
  • Remova poeira com um espanador macio ou mesmo um pano úmido
  • Ela gosta de ambiente seco ao invés de úmido.

4 – Fertilize a Sansevieria com moderação

  • Durante a fase de crescimento, de setembro a maio, utilize fertilizante apenas a cada três a quatro semanas
  • Escolha preferencialmente um adubo de folhagem ou próprio para cactos e suculentas
  • Aplique o fertilizante na forma líquida, junto com a água de irrigação
  • Use apenas metade da quantidade de fertilizante líquido indicada na embalagem a fim de evitar o excesso de adubo
  • No inverno, interrompa totalmente a aplicação de fertilizantes.

5 Replante e multiplique

  • A Sansevieria gosta de ficar um pouco apertado no vaso
  • Com o tempo, ela desenvolve rizomas fortes que podem encher completamente e até estourar um vaso
  • Se as raízes saírem do substrato, ela deve ser replantada
  • A melhor época para replantar é no início da estação de crescimento, na primavera
  • Você também pode multiplicar a Sanseveria, separando os rizomas
  • Os rizomas danificados devem ser removidos, mas use sempre uma faca afiada e limpa
  • É importante que as folhas não fiquem mais baixas do que antes após o replantio
  • Após a mudança estressante, é recomendado colocar a Sansevieria na sombra parcial por alguns dias e não regar.

Enfim, a Sansevieria é uma excelente escolha para seu jardim ou vaso. Considerada uma suculenta, suas folhas armazenam água, o que permite o cultivo até mesmo por quem esquece de realizar as regas com frequência. Além disso, ela é uma planta resistente às pragas e doenças. Conta nos comentários se você já tem alguma delas em casa.

Aliás, não deixe de ler nosso outro artigo onde mencionamos 4 tipos de Sansevieria para você conhecer.

Veja Também:

Gostou das dicas sobre a Sansevieria? Compartilhe com alguém que você conhece que também adora essa espécie de planta. Depois deixe suas estrelinhas a seguir.

4.9/5 - (18 votes)

Deixe um comentário