Adubo Orgânico e Inorgânico: como escolher o melhor?

adubo orgânico

Quando falamos em fertilizar ou adubar as plantas algumas dúvidas surgem. Uma delas é sobre qual o tipo de fertilizante utilizar em uma planta. Além disso, como saber o que é melhor entre o Adubo orgânico e inorgânico?

Dessa forma, vamos explicar aqui os pontos fortes e fracos tanto do adubo orgânico quanto do inorgânico. Depois de ler todo o artigo você será capaz de fazer escolhas melhores para sua planta.

Como as Plantas Conseguem os Nutrientes

Primeiramente, vamos entender como a planta consegue seus nutrientes. Isso é fundamental para que os fertilizantes funcionem com acerto.

A quantidade de nutrientes absorvida pela planta depende da capacidade de respiração das raízes. Desse modo, solos que possuem um equilíbrio de ar-água favorecem as melhores condições para a absorção de nutrientes.

O modo como as plantas absorvem os nutrientes é feito sobretudo pelas raízes. No entanto, essa absorção pode ser feita também pelas folhas.

As folhas, por meio de pequenos poros conseguem absorver água e outras substâncias. Em teoria, pode-se alimentar a planta inteiramente por meio das folhas. Um exemplo disso são as plantas Tillandsias, que se alimentam exclusivamente pelas folhas e usam suas raízes apenas para fixação.

Adubos Orgânicos

Os Adubos Orgânicos são compostos de uma variedade de produtos vindos da natureza, ou seja, de matéria-prima animal ou vegetal.

Seu principal benefício é que eles funcionam agindo lentamente. Uma vez que precisam ser decompostos pelos micro-organismos do solo, leva tempo até que seus nutrientes sejam liberados.

Os adubos orgânicos funcionam à medida que são liberados, diferente dos fertilizantes inorgânicos que agem imediatamente no solo.

É possível preparar facilmente o adubo orgânico caseiro utilizando restos de alimentos. Cascas de ovos, cascas de frutas, sobras de legumes e borras de café por exemplo.

Vantagens do Adubo Orgânico

  • Melhoram a estrutura do solo, pois permitem que mais ar chegue às raízes;
  • Permite que o solo retenha água por mais tempo;
  • Aumenta a atividade microbiana do solo;
  • Possuem uma variedade maior de elementos nutrientes;
  • Na maioria das vezes, seguro para pessoas e animais de estimação.

Desvantagens do Adubo Orgânico

  • Possuem um acúmulo menor dos nutrientes macro;
  • Na maioria das vezes é mais caro;
  • O teor de nutrientes não é tão preciso;
  • Seu cheiro pode ser ruim;
  • Armazenar é mais complicado pois pode estragar.

Adubos Inorgânicos

São produtos sintéticos, desse modo, fabricados para conter um conjunto específico de nutrientes para as plantas.

Diferente dos adubos orgânicos que funcionam à medida que são liberados, os adubos inorgânicos agem de forma imediata no solo.

Talvez, o principal; os adubos inorgânicos permitem um controle mais direto e preciso na entrega e disponibilidade de nutrientes que a planta precisa.

Os tipos de adubos inorgânicos estão sob os formatos líquido, líquido concentrado, pó e granulados.

Além disso, se caracterizam quanto ao seu efeito: adubo de ação rápida, adubo de longo prazo e adubo de depósito.

Vantagens do Adubo Inorgânico

  • Bastante concentrado e de fácil aplicação;
  • Proporções precisas de nutrientes;
  • Ampla variedade de formas e opções;
  • Longo prazo de validade e preço mais acessível;
  • Fornecimento imediato de nutrientes.

Desvantagens do Adubo Inorgânico

  • Existe o risco de excesso de aplicação, uma vez que são muito concentrados;
  • Pode impactar mal no solo;
  • Armazene em segurança, ou seja, longe do alcance de crianças e animais de estimação.

Perguntas frequentes

Posso misturar o Adubo Orgânico com o Inorgânico?

Sim. Você não precisa escolher entre o químico e o todo natural. Todavia, agora que você conhece os benefícios de cada um e suas limitações, veja o que sua planta precisa e monte seu próprio composto.

No entanto, saiba que algumas plantas são mais sensíveis e necessitam de um equilíbrio cuidadoso de certos nutrientes.

Desse modo, o uso de um adubo de uso geral ou orgânico pode não fornecer todos os nutrientes que a planta precisa.

Sob o mesmo ponto de vista, a planta pode também sofrer com excesso de adubação. O ideal é sempre pesquisar sobre sua planta e obter assim, mais informações

Veja também:

O Que Fazer Quando Tenho uma Planta Morrendo por Falta de Água

Como Plantar Salsinha em Vasos: Jeito Simples de Cultivar

Como Cuidar da Flor-de-Maio

Agora que você conhece melhor sobre a adubação e como ela funciona, compartilhe. Envie para alguém que você sabe que também precisa conhecer um pouco mais sobre o assunto. E então, comente abaixo sobre o que você costuma utilizar em suas plantas.

Deixe um comentário