Como Fazer A Orquídea Florir Várias Vezes Ao Ano

Como fazer a Orquídea florir

Uma orquídea com floração exuberante chega à sua casa, com cores lindas e formato incrível. Ela dura um tempo gloriosa, mas e depois? Como estimular as flores novas? Veja aqui algumas dicas de como fazer a orquídea florir novamente na sua casa.

O tempo de floração varia de espécie para espécie, enquanto algumas florescem apenas uma vez ao ano, outras florescem duas, três e até mesmo 4 vezes ao ano. Alguns exemplos de orquídeas que dão flores mais de uma vez ao ano são a Cattleya Aclandiae, a Cattleya Labiata, as Spathoglottis e muitas espécies de Vandas.

Como Fazer a Orquídea Florir Novamente

Primeiramente, é bom saber que as orquídeas não gostam de alterações climáticas, de temperatura, luz e regas. Ao levarmos para casa uma orquídea, lembre-se que ela precisa de um período de adaptação. Ou seja, mesmo que você ofereça todos os cuidados adequados, é possível que sua orquídea leve um ano ou dois para florescer novamente.

Orquídeas Jovens

Orquídeas jovens, vindas direto do produtor, são plantas que podem levar mais de um ano para florescer. Algumas espécies chegam a emitir a espata floral, contudo sem florescer. É preciso esperar que sua planta alcance a maturidade para florescer.

Ignorar essa informação, muitas vezes leva as pessoas a exagerar na adubação, ou procurar por maior luminosidade, por exemplo, com o intuito de ver as flores surgindo.

Luminosidade

As orquídeas precisam de luz o ano todo. Porém, em seu habitat natural elas ficam parcialmente protegidas da luz solar direta, pela sombra das árvores.

Em casa, procure um ambiente ensolarado, porém, sem a luz direta dos períodos mais quentes do dia.

Todavia, um ponto muito importante para a floração, é não mover o vaso, ou mudar a posição de incidência de luz.

A luz que incide sobre um dos lados do vaso, estimula o sistema radicular daquele ponto em específico para a floração. Assim, ficar mudando a posição, faz com que a planta comece a estimular a outra parte das raízes que agora estão em maior contato com a luz. E, no final, a orquídea não floresce.

Temperatura

Nas florestas tropicais as orquídeas estão sob pequenas flutuações de temperatura entre o dia e a noite, cerca de 2°C apenas. Assim, orquídeas como as Phalaenopsis, são bastante sensíveis a oscilações maiores de temperatura assim como também a correntes de ar.

Nos produtores, desde que germinam, as orquídeas estão em ambientes controlados de luz e temperatura.

Dessa forma, para adequar a orquídeas em ambientes diferentes dos quais elas estão acostumadas, é preciso um processo gradual. Tenha paciência, pois pode demorar mais de dois anos até que sua orquídea floresça.

Substrato

Procure saber qual é o tipo da sua orquídea; se terrestre, rupícola ou epífitas. Cultivar a orquídea em substrato errado fará com que ela perca tempo tentando se adaptar ao tipo de cultivo e isso vai atrasar seu desenvolvimento e consequentemente, sua floração.

Regas

As regas dependem, primeiramente, da espécie de orquídea que você adquiriu. Algumas espécies como as orquídeas Dendrobium, por exemplo, não devem ser regadas no mês que antecede a floração.

Outros fatores determinantes na floração são o clima da cidade em que você mora, além também do local em que sua planta está sendo cultivada, ou seja, ao ar livre ou dentro de casa.

Outro fator que vai influenciar na rega é o tipo de substrato que está no vaso.

Nesse sentido, existem algumas receitas de substrato, com elementos adequados para o tipo de clima da sua região, que favorecem o cultivo e permitem que você efetue a rega de maneira correta sem exageros e sem deixar faltar água.

Adubo

Procure adubar uma vez ao mês pelo menos. A adubação é um processo complexo que depende de fatores de análise aos quais não temos acesso em casa. Dessa forma, para não errar, é importante saber que você não deve exagerar na adubação pois isso pode ter um efeito contrário na orquídea.

Assunto Relacionado: Você Sabe Para que Serve o Adubo? Entenda Como Eles Agem

Todos os elementos presentes no adubo são importantes, mas cuidado para não exagerar por exemplo no nitrogênio. Ele é responsável, entre outros fatores, pelo crescimento da planta. Assim, se a orquídea recebe muito nitrogênio, ela entende que não deve florescer e sim crescer.

O elemento responsável pela floração é o fósforo, sendo assim, alterne os percentuais de adubo entre um mês e outro. Ou então utilize fertilizante próprio para orquídeas.

Gostou desse artigo sobre como fazer a orquídea florir? Deixe suas estrelinhas abaixo e então, compartilhe com quem você sabe que também gosta de plantas. Logo depois, aproveite para ler nossos outros posts do Blog. Além disso, dê uma olhada na parte de decoração e receitas.

4.6/5 - (13 votes)

Deixe um comentário