Dicas Rápidas Para Um Jardim Com Maria-Sem-Vergonha

Jardim com Maria-sem-vergonha com flores rosas, brancas e vermelhas

Um jardim com Maria-sem-vergonha será abundante na floração e muito colorido. Ela é daquelas plantas “coringas”, com muitas vantagens no modo de cultivo. Por exemplo, ela se adapta a vários tipos de clima, é pouco exigente com relação à manutenção, tem custo baixo e floresce lindamente ao longo do ano.

Ela também é muito conhecida pelo nome popular de Beijo-turco e ainda Planta-beijinho. E embora não seja nativa do Brasil, a Maria-sem-vergonha se adaptou facilmente ao nosso clima e pode ser cultivada em quase todo o país.

Já mencionamos anteriormente aqui no site a espécie mais comum da planta Maria-sem-vergonha que é a Impatiens walleriana (foto do topo). Ela possui mais de 50 cores de flores, tanto com pétalas simples, como também dobradas, além de ser uma planta mais compacta.

Existem outras duas espécies que respondem pelo mesmo nome popular de Maria-sem-vergonha e fazem parte do mesmo gênero. Uma delas é a Impatiens hawkeri, que tem flores maiores e de formato circular, conhecida também por Beijo-pintado. A outra espécie é a Impatiens balsamina, conhecida também como Beijo-de-frade, com flores simples, semidobradas ou dobradas.

Maria-sem-vergonha com flores da espécie Impatiens balsamina à esquerda e Impatiens hawkeri à direita

Dicas Rápidas para ter um Jardim com Maria-sem-vergonha

  • A Maria-sem-vergonha é uma planta que precisa de calor e umidade para florescer
  • A umidade não deve ser excessiva pois ela não tolera solo encharcado, que pode sobrecarregar as raízes
  • A quantidade de rega depende do clima e da região em que você mora
  • Climas quentes e períodos mais secos devem ser acompanhados por regas mais frequentes na semana
  • Em época de clima chuvoso ou mais frio, as regas devem ser diminuídas
  • Uma forma de amenizar o calor em clima muito quente e manter a umidade por mais tempo, é deixar a Maria-sem-vergonha em meia-sombra
  • Ao contrário, em regiões com clima mais ameno e frio, recomenda-se o cultivo a pleno sol
  • O substrato precisa ser rico em material orgânico e ligeiramente calcário (rocha calcária)
  • Para garantir a floração constante da Maria-sem-vergonha mantenha uma adubação equilibrada frequente, sobretudo nas espécies com flores maiores e dobradas
  • Adubos líquidos do tipo NPK podem ser misturados à água da rega mensalmente, assim como também o Bokashi
  • Adubos granulares tem ação prolongada e podem ser oferecidos a cada 4 meses
  • Para incentivar a floração prefira adubos com o percentual de fósforo mais alto como por exemplo, 04-14-08, a cada duas ou três semanas
  • Fungos e bactérias podem atacar a planta quando há excesso de umidade
  • A Maria-sem-vergonha se reproduz de forma eficaz através de sementes
  • Já foi considerada uma planta invasora pois sua estrutura de cápsulas explode lançando sementes ao vento e germinando com facilidade
  • Para fazer a multiplicação por estaquia, escolha um ramo saudável de uma planta adulta e coloque a haste em substrato fofo
  • Ela não gosta de locais extremamente secos 
  • Além disso, não gosta de frio com temperaturas abaixo de 5º C
  • Para garantir brotos vigorosos e mais fortes, faça a poda o mais próximo possível da base da planta.

Veja Também:

Gostou das dicas sobre a planta Maria-sem-vergonha? Então, envie esse artigo para alguém que você sabe que gosta de plantas e cultiva flores em casa. Logo depois deixe seu comentário no site e marque suas estrelinhas.

5/5 - (14 votes)

Deixe um comentário