Peperomia Obtusifolia: Pequena e Perfeita Para Cultivo Interno

Peperomia obtusifolia

A Peperomia obtusifolia é uma plantinha robusta com folhas verdes muito brilhantes e que pode ser cultivada em ambientes internos. Ela está disponível em muitas variedades de cores de folha, sendo que o tipo de crescimento se diferencia um pouco entre essas espécies.

É uma planta delicada e muito ornamental, excelente para cultivo tanto dentro de casa como também em jardins. Conheça um pouco mais sobre os cuidados e dicas de como cuidar da Peperomia obtusifolia, bem como formas de propagação.

Sobre a Peperomia Obtusifolia

Ela pertence à família Piperaceae, a mesma das pimentas. Tanto que em alguns países é chamada de “pimenta-anã”. Por aqui, se referem a Peperomia obtusifolia simplesmente como Peperômia.

A Peperômia é nativa das florestas tropicais e subtropicais da América Central e do Sul. No Brasil está em todos os estados da Região Sul e Sudeste. Além disso, cresce naturalmente em alguns estados do Norte (Amapá, Pará, Roraima), do Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Pernambuco, Sergipe) e CentroOeste (Mato Grosso).

Assim, é uma planta presente tanto na caatinga e no cerrado como também na Mata Atlântica e Amazônia. Logo, isso indica que seu cultivo é descomplicado, suportando grande variação climática e de temperatura.

As folhas da Peperomia obtusifolia, na forma típica, tem tons escuros de verde. Nas espécies variegadas as folhas têm tons de creme, branco ou cinza. Além disso, existem variedades com tons de verde “Limão”.

A planta Peperômia chega a atingir 25 ou 30 cm de altura. Suas folhas são obovadas ou seja, tem formato oval mas o ápice é mais largo que a base. São suculentas, de cor brilhante e medem de 6 a 9 cm.

Tem inflorescência espigada e longa que crescem bem acima das folhas. Elas dão um charme extra à planta, mas são bem discretas.

Como Cuidar da Peperomia Obtusifolia

De um modo geral, a Peperomia obtusifolia aprecia o calor e a umidade, mas é bastante sensível a geadas.

Luz e Temperatura

Embora a Peperomia obtusifolia se adapte bem em diversos climas, elas precisam de um local em casa bem iluminado, mas não diretamente ensolarado.

Em regiões com clima mais ameno, a luz solar direta não deve ser um problema. Contudo, em cidades com temperaturas elevadas, a Peperomia deve ser protegida do sol forte.

Se o cultivo for em área externa, escolha locais semissombreados, onde elas fiquem protegidas pelas sombras das plantas maiores.

A Peperomia obtusifolia pode ser plantada no jardim como bordadura, limitadores de canteiros, ou como forração. Sempre levando em consideração a temperatura local para que suas folhas não queimem.

Rega e Substrato

As plantas que estão em vasos e jardineiras precisam de uma camada de argila expandida ou cascalho no fundo para evitar o encharcamento das raízes.

Escolha um substrato rico em material orgânico, leve e aerado a fim de permitir a boa drenagem da água. Elementos como húmus de minhoca, vermiculita, e esterco podem ser acrescentados na mistura de terra vegetal.

A Peperomia obtusifolia gosta de solo sempre levemente umedecido, mas sem que as raízes fiquem encharcadas. É importante não deixar o substrato secar completamente por períodos maiores.

Adubo

Use doses baixas de fertilizantes para evitar o estresse das raízes. Escolha um fertilizante líquido padrão, próprio para folhagens de interior ou utilize o Bokashi que serve para todos os tipos de plantas.

Assunto relacionado: Saiba O Que É Bokashi, Como Funciona E Quais Os Seus Benefícios

Propagação da Peperomia Obtusifolia

A propagação por estacas é a maneira mais simples de multiplicar essa espécie. Veja abaixo o passo a passo de como fazer muda da Peperomia obtusifolia.

  • Primeiramente, corte estacas de cerca de 10 cm de comprimento
  • Faça o corte logo abaixo do nó da folha
  • Em seguida remova todas as folhas da base da estaca
  • Coloque a estaca para enraizar em vasos pequenos, com substrato já preparado e umedecido
  • Alternativamente, use areia ou vermiculita para enraizar
  • Logo depois, coloque um saco plástico ou outro material transparente por cima da muda para manter o ambiente quente e úmido
  • Agora, coloque o vaso em local ensolarado
  • Ventile diariamente a Peperomia obtusifolia, levantando o saco plástico por alguns minutos
  • Durante dois ou três meses mantenha o substrato umedecido até que sua planta esteja com as raízes fortes.

Por outro lado, a propagação pode ser feita também através de folhas e colocadas para brotar da mesma maneira que as estacas.

Lembrando que as espécies variegadas, quando propagadas por folhas, podem crescer sem a variegação. Já com a propagação por estaca a forma variegada da Peperomia obtusifolia permanece.

Doenças e Pragas

O excesso de água, por certo, é um dos maiores inimigos da Peperomia obtusifolia. Pois isso faz com que as raízes fiquem moles, levando ao apodrecimento e surgimento de fungos e outras doenças.

Ácaros e cochonilhas são comuns em plantas domésticas e devemos sempre fazer uma inspeção para evitar a infestação oportuna.

Gostou das dicas sobre a Peperomia obtusifolia ? Então, você já tem uma planta dessa em casa? Aproveite e compartilhe com seus amigos que também gostam de plantas e não esqueça de deixar suas estrelinhas abaixo.

4.8/5 - (11 votes)

Deixe um comentário