Como Combinar Plantas No Jardim

como combinar plantas no jardim

Ao escolher as plantas para o jardim, é importante analisar vários fatores como por exemplo, o tempo de floração, a altura da planta, além do contraste e as nuances entre elas. Antes de começar o seu projeto, conheça um pouco mais sobre como combinar plantas no jardim e ter um espaço harmonioso em casa.

Como Combinar Plantas no Jardim

Nem todos os espaços de jardins são ideais em termos de tamanho e relevo. Muitos são longos e estreitos, outros em declive e ainda há aqueles pequenos demais para caber todos os nossos sonhos de estrutura e jardinagem.

Usando algumas dicas a seguir, veremos como adequar a melhor seleção e disposição de plantas para um jardim harmonioso.

Flores de Jardim

Flores exuberantes não faltam no nosso clima tropical. As opções são tantas que fica difícil decidir no início. No entanto, planejar com antecedência vai economizar muito trabalho depois.

Canteiros de flores mistas tem a grande vantagem de ficar bonito durante o ano todo. Espécies perenes, anuais e bienais devem ser combinadas para que seu jardim fique atraente e tenha um caráter inconfundível.

Assunto Relacionado: 11 Flores Vermelhas No Jardim, Escolha As Suas

Plantas de Jardim

Comece pelas plantas maiores, ou seja, o grupo de arbustos e árvores. Eles podem transformar totalmente o layout do seu jardim. Se utilizados da forma correta, são responsáveis por criar um efeito que pode aumentar ou diminuir o espaço em questão. Veja algumas sugestões de harmonização das plantas:

  • Efeito escalonado: reforça a noção de profundidade. Desse modo, árvores posicionadas em primeiro plano, no meio e no fundo fazem a propriedade parecer mais profunda;
  • Efeito natural: juntar árvores altas, folhagens que se projetam para as laterais e arbustos densos criam um efeito natural que enfatiza as curvas. Assim, somente ao caminhar adentro do jardim é que novos detalhes interessantes surgem e se tornam aparentes;
  • Efeito simétrico: a noção de profundidade aqui é criada através do curso reto do caminho que vai até o fim do terreno. As plantas ficam dispostas igualmente em ambos os lados do caminho em distâncias cada vez menores na parte traseira. Dessa forma, criam espaços individuais em cada um dos lados à medida que se caminha para o fundo.
  • Efeito restrito: algumas pessoas enfrentam o grande espaço dos jardins. Para que eles pareçam menores, coloque plantas com folhagens escuras em segundo plano e as claras em primeiro. A percepção natural faz com que os tons escuros se aproximem do observador, tornando assim o espaço menor do que realmente é.
  • Efeito amplo: por outro lado, para conseguir que o seu jardim pequeno pareça maior, invista em plantas perenes de cores claras e flores no final do terreno em tons brancos e azuis. Além disso, posicione árvores e arbustos um pouco menores do que as da frente, na parte de trás do terreno.

Assunto Relacionado: Como Montar Um Jardim De Baixa Manutenção

Como Escolher Plantas e Flores para o Jardim

Não escolha as plantas arbitrariamente, as flores devem ser divididas em dois grupos. O primeiro de acordo com o contraste, ou seja, a diversidade das flores, e o segundo em relação a nuance, que trata da semelhança mais do que da diferença.

Ao definir o grupo de flores é importante aderir ao número de elementos que, por teoria, devem ser ímpares. Um equilíbrio seria entre 5 a 9 elementos.

Definido o número de elementos, analise a relação de contraste, que consiste em selecionar as flores por seu aspecto:

  • Quente ou frio: diz Respeito às cores, assim tons de vermelho, rosa, laranja e amarelo pertencem a gama de cores quentes. Por outro lado, cores como roxo, azul e verde fazem parte dos tons frios;
  • Alto ou baixo: em relação à altura da planta. Espécies maiores devem ser posicionadas atrás das menores ou, dependendo do projeto, no meio do canteiro;
  • Largo, denso ou estreito: é sobre qual o espaço que a planta ocupa, se é uma planta mais arbustiva, ereta ou esparramada ou se possui lâminas de folhas arqueadas por exemplo;

Em seguida, volte sua atenção para a nuance das plantas:

  • Hábitos do arbusto;
  • Forma e tamanho das folhas;
  • Forma e cores das flores.

Enfim, há muito o que se pensar e dependendo do tamanho do seu jardim, o melhor é a contratação de um profissional de paisagismo. Ele tem experiência e pode te ajudar em outros fatores como a análise do solo e indicação das plantas adequadas, por exemplo.

Gostou destas dicas sobre como combinar plantas no jardim? Aproveite para ver, não só sobre Casa e Decoração, como também saber mais sobre Plantas e descobrir novas Receitas lendo os outros artigos do nosso blog. Além disso, deixe seu comentário logo abaixo. Logo após, compartilhe com alguém que você sabe que vai gostar desses assuntos. E então, deixe sua avaliação nas estrelinhas.

4.9/5 - (9 votes)

Deixe um comentário