Sansevieria Cylindrica ou Lança-De-São-Jorge: Cuidados

Sansevieria Cylindrica

As Sansevierias são plantas robustas e extremamente resistentes. Aceitam o sol e a sombra, conseguem viver com pouca água e entre outras características tem um cultivo bastante simples. Vamos mencionar a seguir, como cuidar da Sansevieria cylindrica mais conhecida como Lança-de-São-Jorge.

Sobre a Sansevieria Cylindrica

A Sansevieria cylindrica é nativa da África tropical e pertence à família Asparagaceae, a mesma de outras espécies como a Sansevieria Hallii, a qual já mencionamos anteriormente aqui no site e também das Dracaenas, por exemplo.

Pelo que se sabe o nome do gênero Sansevieria foi uma homenagem do botânico sueco C.P. Thumberg a outro botânico conterrâneo M. Sansevier. Especula-se outra justificativa de que talvez seja uma homenagem ao Príncipe italiano de Sansevero, Raimondo di Sangro.

Aqui no Brasil, a Sansevieria cylindrica recebe outros nomes populares além de Lança-de-São-Jorge, como Espada ou simplesmente Lança.

Sua folhagem é muito ornamental, com formato cilíndrico e folhas que surgem reunidas em tufos. São longas e pontiagudas, carnudas e com manchas esbranquiçadas horizontais.

A inflorescência é longa, firme e ereta com flores brancas e rosadas. Os frutos se desenvolvem a partir das flores polinizadas, são pequenos, carnosos e tem formato arredondado.

Você provavelmente já viu em alguma flora ou mercado uma forma trançada feita com as folhas da Sansevieria cylindrica. Esse é uma maneira diferente de exibir as lindas folhas dessa planta.

Como Cuidar da Sansevieria Cylindrica

A Sansevieria cylindrica é pouco exigente com relação a luminosidade, sendo uma das plantas preferidas para o cultivo dentro de casa. E quanto menos luz, menor sua necessidade de água. Sendo assim uma espécie adequada para quem quer uma planta resistente e sobretudo para quem esquece de regar com frequência suas plantas.

Luz e Temperatura

Poucas espécies se adequam a ambientes com pouca luminosidade, e a Sansevieria cylindrica é uma das plantas que melhor suportam a sombra. No entanto, quando falamos de baixa luminosidade, não significa pouca luz e sim um local onde a incidência de luz é menor em relação à claridade de uma janela ou varanda por exemplo.

Dentro de casa a pouca luminosidade se aplica em ambientes onde a planta fica mais afastada das janelas. Para decidir, analise o local, pois depende muito do seu espaço, se existe mais de um foco de luz ou se tem janelões ou ainda se a luz reflete bem nas paredes. Nesse sentido, como regra geral coloque sua Sansevieria cylindrica em um lugar onde a luminosidade é suficiente para que você consiga ler um livro ou um jornal sem a ajuda de luz.

O cultivo no jardim é livre, tanto em pleno sol como à sombra ou meia-sombra. Ela vai florescer repetidamente quando exposta à luz direta do sol. Entretanto, a luz solar direta aliada às altas temperaturas podem deixar as folhas da Lança-de-São-Jorge um pouco castigadas e com tom amarelado.

A temperatura ideal de cultivo está entre 15° e 30° C, mas a Sansevieria suporta temperaturas tanto mais altas como mais baixas, até cerca de 3°C. Em caso de temperaturas extremas em algumas regiões do país, seja no verão ou inverno, você pode mover sua planta para dentro de casa. No entanto, quando fizer a transição da sombra para o sol, faça gradativamente.

Rega e Substrato

A Sansevieria cylindrica não é exigente quanto à riqueza do solo, aceitando mesmo substratos mais pobres em nutrientes. Escolha misturas leves e bem soltas, usando um pouco de areia para permitir a boa drenagem na hora da rega.

Se você gosta de usar misturas prontas, opte pelo substrato para cactos e suculentas, pois eles têm elementos granulados de tamanho maior e uma boa aeração.

Dentre as plantas domésticas, a Sansevieria cylindrica é uma das espécies que menos sente a seca. Se precisar se ausentar de casa, ela suporta até 4 ou 5 semanas sem água, sem sofrer danos.

Já o contrário, ou seja, o excesso de água nas raízes, pode fazer um estrago irreversível na sua Sansevieria.

Desse modo, regue somente quando o solo estiver completamente seco e ainda assim, tenha certeza que o fundo do vaso está seco. Evite deixar água em pratinhos embaixo do vaso ou dentro de cachepôs.

Adubo

Assim como não exige substratos ricos em nutrientes, a adubação da Sansevieria não precisa ser pesada. Escolha os meses entre a primavera e o verão para fertilizar. No entanto, use uma dose menor do que a indicada na embalagem do produto.

Se você costuma replantar suas folhagens a cada um ou dois anos, não há necessidade de adubar a Lança-de-São-Jorge nesse período.

Existem muitas variedades e cultivares de Sansevieria. Além da beleza de suas folhas, elas são importantes representantes do misticismo tanto nas religiões afro-brasileiras como também no cristianismo.

Se você quiser ver tipos de Sansevieria, visite esse outro artigo que publicamos anteriormente.

Veja Também:

Gostou das dicas sobre como cuidar da Sansevieria cylindrica? Você já tem uma dessas em casa ou algumas de suas variedades? Compartilhe com alguém que também gosta de plantas. Então deixe suas estrelinhas a seguir!

5/5 - (11 votes)

Deixe um comentário