Suculenta Colar-de-Pérolas (Curio Rowleyanus): Cultivo E Propagação

Suculenta Colar-de-pérolas

A forma estranha da Suculenta Colar-de-Pérolas encanta desde à primeira vista. Confira aqui dicas de cultivo para sua suculenta crescer saudável e linda.

A Suculenta Colar-de-pérola também é conhecida no Brasil pelo nome de Rosário ou Suculenta-Tercinho. O que descreve seu elegante e fofo formato.

Sobre a Suculenta Colar-de-Pérolas

A suculenta Colar-de-Pérolas foi recentemente movida do gênero Senecio para o novo gênero Curio, sendo oficialmente nomeada como Curio Rowleyanus. Seu segundo nome é em homenagem ao botânico britânico Gordon Rowley.

Ela é nativa de áreas desérticas do Sudoeste da África. Pertence à família Asteraceae, a mesma da Colar-de-golfinho (Senecio peregrinus).

Suas folhas tem um formato inusitado esférico com uma extremidade pontiaguda. Elas crescem alternadamente ao longo da haste fina e delicada.

Cada bolinha tem uma faixa mais escura verde e translúcida que serve de entrada de luz, para melhor realização da fotossíntese.

O formato redondo das folhas é uma proteção contra o calor da luz do sol, pois reduz a perda de água por evaporação.

Essa suculenta cresce rasteira em meio às rochas e sob arbustos. As raízes são superficiais e fracas.

Se cultivada em condições adequadas de luz, temperatura e rega, então elas emitirão flores lindas e delicadas.

A suculenta Colar-de-Pérolas tem flores perfumadas, embora sejam pequenas. Elas surgem no inverno, têm pétalas brancas com estames vermelhos longos e anteras (pontinhas) amarelas.

suculenta colar de pérola com flor

Como Cuidar da Suculenta Colar-de-Pérolas

A planta Colar-de-pérolas tem um cuidado simples que se resume em muita luz, um solo bem drenado e regas pouco frequentes.

Luz e Temperatura

Se cultivadas em ambientes internos, elas devem receber luz indireta abundante. Sendo assim, escolha locais bem próximos às janelas ou varandas.

Contudo, em ambientes com sol, cuide para que suas bolinhas não fiquem murchas. Proteja sua suculenta sob outras plantas maiores ou escolha locais semissombreados. Se perceber que a planta não está bonita e vigorosa ao sol, tente fazer a adaptação aos poucos.

Rega e Substrato

Essa linda suculenta precisa de um substrato que seja muito bem drenado e arenoso. Cuide para que seu vaso tenha orifícios de escape de água.

Se preferir, use misturas prontas para cactos e suculentas. Eles promovem uma ótima aeração para as raízes pois tem pedaços de carvão vegetal e casca de pinus, o que garante também que o excesso de água será eliminado.

Por outro lado, se optar por fazer seu próprio substrato, escolha misturar a terra com matéria orgânica, e acrescente elementos como cascalho, perlita ou areia. A perlita é uma excelente opção para todos os tipos de suculentas.

Se você quer saber um pouco mais sobre como a perlita beneficia a composição do substrato, veja aqui neste post: Saiba mais Sobre a Perlita e Como Usar nas Plantas

Assim como a maioria das suculentas, o excesso de água pode se tornar o maior inimigo da sua planta Colar-de-Pérolas.

Para evitar erros na quantidade de água, faça regas regulares em pouca quantidade e só entregue nova rega quando o substrato já estiver completamente seco.

Contudo, se perceber que as bolinhas começaram a se enrugar ou desidratar, regue-as. As plantas mais jovens precisam de maior umidade. Sendo assim, mantenha o substrato um pouco mais umedecido neste período.

A suculenta Colar-de-pérolas se tornará mais resistente com o seu amadurecimento. Pois, à medida que suas raízes vão surgindo ao longo dos ramos, elas se tornam mais tolerantes à seca, uma vez que conseguem armazenar mais água.

Para ajudar no controle da rega, use vasos de barro, pois eles absorvem a água da rega, não deixando assim que as raízes fiquem sobrecarregadas.

Adubo

As plantas jovens não precisam de adubação. Fertilize levemente ao menos uma vez a cada dois meses depois que sua planta já estiver há mais de um ano na sua casa.

Elas não precisam de muito adubo e o excesso pode até mesmo prejudicar sua suculenta. Sendo assim, sempre olhe a recomendação da embalagem do adubo e escolha colocar um pouco menos do que o recomendado, apenas como prevenção.

Como Propagar a Suculenta Colar-de-Pérolas

É muito simples fazer a propagação da suculenta Colar-de-pérola. Primeiramente, apenas corte um ramo de pelo menos uns 10 centímetros de comprimento e remova as folhas de uma das pontas.

Encontre um solo fértil e úmido e enterre esse pedaço já sem as bolinhas. Por certo, em duas semanas elas estarão enraizadas.

Outra maneira é deitar uma parte comprida da haste sobre o substrato. Elas rapidamente lançarão raízes dos nós da haste.

A Colar-de-pérolas também pode ser cultivada através de sementes, mas elas não são fáceis de encontrar para compra.

Veja Também:

Gostou das dicas de como cultivar a Suculenta Colar-de-Pérolas? Então, deixe suas estrelinhas e compartilhe com alguém que você conhece e que também cultive suculentas.

4.9/5 - (15 votes)

Deixe um comentário