Trepadeiras Nativas Do Brasil: Conheça Essas Maravilhas

Trepadeiras nativas do Brasil

Escolher plantas para o jardim não é tarefa das mais simples. As opções são diversas e os fatores que podem influenciar também não são poucos. Dependendo do local onde você mora e o clima da sua região algumas plantas podem não se adaptar bem. Assim, que tal escolher uma planta nativa com chances reais de plena adaptação? Conheça abaixo algumas opções de trepadeiras nativas do Brasil que podem ser utilizadas também como arbustos em vasos.

Trepadeiras Nativas do Brasil

1 – Norantea (Schwartzia brasiliensis)

Trepadeiras nativas do Brasil

A Norantea precisa de sol pelo menos por 6 horas diárias. Como resultado, floresce em várias estações do ano. Além disso, seu maior atrativo é o formato singular de suas flores que imitam um grupo de antenas com cores vermelhas e verdes.

É uma planta coringa, podendo se desenvolver tanto como trepadeira, como também como arbustos ou arvoretas, chegando a atingir mais de 6 metros de altura. Prefere solo arenoso, porém rico em nutrientes, assim como precisa de umidade moderada sem que ocorra períodos de seca entre as regas.

Ocorrem em diversos pontos do país: em toda a Região Sudeste e em vários estados do Nordeste e Sul, além do estado de Goiás.

2 – Cipó-tapiá (Cratylia spectabilis)

Imagem: Mão Verde Plantas

O Cipó-tapiá tem lindas flores vermelhas em cachos pendentes que formam um visual rico quando cultivadas como trepadeiras. Elas desenvolvem gavinhas que permitem se enroscar nas estruturas, podendo assim, alcançar mais de 5 metros.

São plantas de sol pleno e meia-sombra, que preferem solo areno-argiloso com umidade regular quando jovens. Ademais quando plantas adultas, já estabelecidas, tornam-se resistentes a pequenos períodos de seca.

O Cipó-tapiá ocorre na Caatinga e Mata Atlântica na parte leste do Brasil, desde São Paulo até a Bahia.

3 – Cipó-alho (Mansoa alliacea)

O Cipó-alho tem um curioso tipo, pois suas flores têm cores de rosa intenso que clareiam ao longo da semana, até chegarem em tons de bege. Tem crescimento moderado e seu porte não é tão grande quanto as demais plantas apresentadas aqui. Assim, seus ramos chegam no máximo a 3 metros de comprimento.

Embora aceitem o cultivo em meia sombra, suas flores surgem somente quando expostas ao sol pleno. Ainda que sejam nativas de florestas úmidas e de altas temperaturas, ela suporta climas mais frios.

Ele ocorre nas Florestas de Terra Firme e Pluvial do Amazonas, Pará e Maranhão.

4 – Ora-pro-nobis (pereskia aculeata)

A trepadeira Ora-pró-nobis ocorre em todos os estados da Região Sul e Sudeste do Brasil, além dos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Sergipe e Goiás. Por certo, além de ser uma planta muito ornamental, suas folhas e frutos são largamente consumidas em variados preparos culinários.

Ela também é conhecida como Azedinha, Cipó-santo, Espinho-de-santo-antônio, Espinho preto, Lobrodó, orabrodó, Rogai-por-nós e  Surucucu.

Gostam de solo bem drenado e não tolera o excesso de água, que causa a paralisação no seu avanço. É uma planta rústica, e embora seja resistente à seca precisa ser bem hidratada quando ainda jovem.

Assunto Relacionado: O Que Significa Um Substrato Bem Drenado: Confira!

5 – Ipoméia (Ipomoea cairica)

Trepadeiras nativas do brasil

A Ipoméia é uma planta que cresce rápido e vigorosa. Ela fica excelente para revestir cercas e muros. Contudo, se você não acompanhar o avanço, torna-se uma planta invasora.

Seus traços de planta trepadeira, facilitam o enroscar em espécies vizinhas, sufocando e impedindo assim, o desenvolvimento tanto de arbustos como de árvores.

Apresenta lindas flores roxas e rosas, dependendo da espécie. Crescem bem mesmo em solos com menos nutrientes.

É também conhecida por outros nomes populares como Corda de viola, Campainha, Enrola-semana e Jetirana.

6 – Cipó-de-São-José (Pyrostegia venusta)

Talvez você já tenha visto o Cipó-de-são-josé com outro nome. Ele é comum em festas populares de São João e recebe nomes bem diversos, como Cipó-de-lagarto, Cipó-pé-de-lagartixa, Flor-de-são-joão, Cipó-de-são-joão, Cipó beija flor e Marquesa de belas.

Tem uma ramagem densa e aceita os mais diversos tipos de solo. As flores laranjas surgem em profusão e são lindas com um formato longo que quando desabrocham lembram fitas que se enrolam.

Atraem muitos polinizadores.

Assunto Relacionado: Plante Flores Que Atraem Borboletas Para O Jardim E Varandas

O Cipó-de-são-josé ocorre em todas as Regiões do país, desde a Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pampa até o Pantanal.

7 – Dipladênia (Mandevilla splendens)

A Dipladênia é uma planta pouco densa que se adequa a estruturas mais frágeis que não suportariam da mesma forma, o peso de plantas mais robustas. Possui flores em formato de trombeta nas cores rosa, branca ou vermelha que podem chegar a 10 cm de diâmetro.

Ficam bem em sol pleno como também a meia-sombra, sendo adequadas para o plantio em vasos e jardineiras.

Ela ocorre na Mata Atlântica do estado do Rio de Janeiro e também de Minas Gerais.

Enfim, você já conhecia todas essas trepadeiras nativas do Brasil? Então, depois de terminar sua leitura compartilhe com alguém que você sabe que também gosta de plantas. Logo depois deixe suas estrelinhas abaixo.

5/5 - (13 votes)

Deixe um comentário