Como Cuidar Da Monstera Deliciosa Ou Costela-De-Adão

Parte inferior da folha da Monstera deliciosa

Se você chegou até aqui, por certo que já é um admirador das folhas exuberantes e recortadas da Costela-de-Adão. Se o seu plano é conhecer um pouco mais sobre ela, nós vamos te ajudar a ter uma planta magnífica em casa. Todos os detalhes de como regar, melhor tipo de substrato, melhor ponto de iluminação, enfim a forma mais adequada de como cuidar da Monstera Deliciosa.

É sempre bom saber um pouco mais sobre a origem e os detalhes do cultivo da planta. Isso ajuda a ter uma visão mais ampla sobre as características da espécie que você tem em casa, além de aumentar nossa percepção sobre qualquer problema que possa acontecer durante o processo de manutenção.

Sobre a Monstera Deliciosa

Existem várias espécies de Monstera de porte grande e folhas recortadas. Vamos tratar aqui dos cuidados de manutenção da espécie típica, Monstera Deliciosa, e que de maneira idêntica se aplicam às outras espécies. Por exemplo, você pode encontrar espécies com as folhas variegadas, como por exemplo a M. Deliciosa ‘Albo’ e a M. Deliciosa ‘Thai Constelacion’.

Além disso, dentro do gênero Monstera existem de 30 a 50 espécies que diferem nas folhas e no crescimento. Entre elas a Monstera Adansonii, que já mencionamos anteriormente.

A Monstera Deliciosa é nativa do sul do México e de alguns outros países da América Central, como Guatemala, Panamá e El Salvador. No entanto ela é amplamente cultivada em outras áreas tropicais ao redor do mundo. Por exemplo, no Brasil ela cresce na maioria dos estados do Sudeste e Sul do país.

Ela pertence à família Araceae, a mesma de plantas como os Antúrios e os Filodendros. Já falamos sobre vários deles aqui no site.

Monstera Deliciosa é o nome científico da planta que a maioria das pessoas conhece como Costela-De-Adão, porém ela recebe outros nomes populares no Brasil como Abacaxi-do-reino, Ceriman, Banana-do-mato ou simplesmente Monstera.

Características da Monstera Deliciosa

A Monstera é uma herbácea, ou seja, sua consistência é tenra sem apresentar parte alguma lenhosa. Ela possui ramos prostrados, que crescem lançando raízes para se apoiarem no solo ou então seus ramos podem crescer ascendentes, apoiados em algum tipo de suporte. Ela pode chegar a até 3 metros de altura.

As folhas são grandes com até 50 cm de comprimento, cada vez mais brilhantes com o tempo. São coriáceas, lisas quando jovens e recortadas, à medida que crescem, e ao mesmo tempo perfuradas.

A inflorescência da Monstera é branca, perfumada, em forma de espádice, com uma grande bráctea (folha modificada) que protege as flores pequenas ao longo da espiga. Como ela raramente floresce quando cultivada em ambientes internos, sua inflorescência é pouco conhecida. Veja na foto a seguir uma imagem da flor da Monstera Deliciosa.

Flor da Monstera deliciosa

Os frutos que surgem após a floração são igualmente perfumados e podem ser consumidos. Aliás, são eles os responsáveis pelo nome popular de Banana-do-mato.

Como Cuidar da Monstera Deliciosa

Como uma planta típica de regiões tropicais, a Monstera Deliciosa se desenvolve melhor em ambientes quentes e úmidos e em especial com iluminação difusa. As explicações mais detalhadas de como cuidar da Monstera deliciosa estão a seguir.

Luz e Temperatura

A Monstera Deliciosa não gosta de sol direto em suas folhas, pois podem ficar queimadas. Em seu habitat de origem ela cresce sob a copa das árvores onde recebe luz filtrada do sol.

Assim, ela pode ser cultivada em ambientes sombreados ou ainda parcialmente sombreados. Ainda que seu desenvolvimento seja constante mesmo dentro de casa, ele não será tão vigoroso quanto o cultivo em áreas externas.

Embora a Monstera seja uma planta rústica, bastante resistente, escolher um bom local para o seu crescimento vai proporcionar uma planta mais saudável. Desse modo, se você pretende fazer o cultivo interno, escolha um local com bastante luminosidade, próximo às janelas grandes ou varandas.

É uma planta que aprecia o calor e a umidade típicos das florestas tropicais. Temperaturas abaixo de 10° C devem ser evitadas. A temperatura média ideal gira em torno de 22° C, mas elas suportam muito bem o calor dos trópicos.

Rega e Substrato

A Monstera Deliciosa precisa de regas regulares. Isso significa uma quantidade mais frequente de rega, porém em menor volume de água. Nesse sentido, é melhor lidar com um pouco de seca do que com o encharcamento do substrato.

A fim de favorecer o escoamento da rega e não sobrecarregar as raízes, o substrato deve ser bem drenado e aerado. Tente manter o substrato sempre úmido e adubado. Existem substratos prontos e muito práticos para a maioria das plantas de interior, como por exemplo o Carolina Soil ou All Garden Turfa.

Se preferir, você pode montar sua própria mistura em casa. A Costela-de-adão pode crescer saudavelmente em um substrato rico em matéria orgânica com elementos como húmus de minhoca, casca de pinus e carvão, além da terra vegetal.

Adubo

Para manter seu crescimento constante é preciso adubar regularmente a Monstera. Um fertilizante para folhagens com todos os micros e macronutrientes importantes pode ser oferecido uma vez ao mês.

Sempre leia o rótulo da embalagem do fabricante para evitar possíveis excessos na fertilização. Isso porque o excesso de adubo pode sobrecarregar as raízes da Costela-de-adão e impedir o fluxo de água e nutrientes. O resultado é o amarelamento ou a queima das folhas, além da interrupção do desenvolvimento.

Existem outros fatores que deixam as folhas da Costela-de-adão amarelas ou secas, como por exemplo, o excesso de rega ou de sol.

Apoios e Tutores para a Monstera Deliciosa

A Monstera Deliciosa é uma planta que precisa de espaço assim como de vasos grandes se o cultivo for em ambientes internos. Além disso, como já vimos anteriormente ela lança longas raízes que a ajudam na fixação.

Existem muitos tipos de tutores disponíveis à venda no mercado e nas floras especializadas. Também é possível confeccionar tutores de diversos materiais em casa.

No caso da Costela-de-adão, o mais apropriado é um apoio feito de PVC, coberto de esfagno e envolto em aramado de galinheiro. Além de ser discreto, ele permite possíveis junções caso sua planta ultrapasse o tamanho previsto. Outra vantagem é que você pode até mesmo incluir um sistema de irrigação no interior do tubo.

O importante é escolher um tutor adequado pois as raízes aderem fortemente, assim como na natureza, e qualquer tentativa de manutenção deve ser cuidadosa para não causar lesões na planta.

Caso você precise fazer podas de contenção, veja esse outro artigo onde explicamos os cuidados de como podar Costela-de-adão.

Como Fazer Muda da Monstera Deliciosa

A Monstera se multiplica por estacas provenientes da divisão do caule da planta. A melhor época para fazer muda da Monstera é entre a primavera e o verão.

O corte deve ser feito com uma ferramenta limpa. Procure uma estaca de cerca de 20 cm, com ao menos duas folhas e uma raiz aérea. Faça o corte logo abaixo de um nó de broto da planta.

Para mais detalhes sobre o corte da haste e o preparo do vaso veja o que contamos nesse artigo: Como Fazer Muda De Costela de Adão.

Veja Também:

Gostou das dicas de como cuidar da Monstera deliciosa? Então envie esse artigo para alguém que você sabe que também gosta de plantas tropicais grandes. Então, deixe suas estrelinhas abaixo.

5/5 - (13 votes)

Deixe um comentário