Hera-Roxa (Hemigraphis Alternata): Todas As Dicas e Cuidados

folhas verdes arroxeadas da Hera-roxa

A Hera-roxa tem tamanho pequeno, no entanto suas folhas fazem muito sucesso em jardins e vasos. Além do tom arroxeado que se mistura ao verde, as folhas apresentam um brilho que provoca um visual metálico. É lindo de se ver o efeito que ela causa, sobretudo quando em grande quantidade nos jardins.

Sobre a Hera-Roxa

Embora não seja nativa do Brasil, a Hera-roxa ocorre nos estados da Bahia e do Rio de Janeiro. Seu nome científico aceito e correto é Hemigraphis alternata, mas é possível que você encontre ainda outras sinonímias, ou seja, outros nomes científicos usados no passado: Hemigraphis colorata.

Originária da Índia, Java e Malásia, a Hera-roxa pertence à família Acanthaceae, a mesma da Planta-mosaico (Fittonia albivenis), a qual já falamos anteriormente aqui no site.

As folhas da Hera-roxa são simples, planas e possuem um tom verde arroxeado na parte superior, enquanto na parte inferior elas têm um tom intenso de roxo. Cada folha tem de 5 a 7 centímetros de comprimento.

A Hera-roxa produz inflorescências em formato de espigas curtas com pequenas flores brancas tubulares. Elas surgem entre a primavera e o verão.

Como Cuidar da Hera-Roxa

A Hera-roxa tem um crescimento considerado rápido e ela pode chegar a atingir de 15 a 25 centímetros de altura tanto no cultivo de forração de jardins como em vasos. Veja a seguir a maneira correta de como cuidar da sua Hera.

Assunto Relacionado: 7 Plantas Pendentes De Sol Pleno E De Fácil Cultivo

Luz e Temperatura

A Hera-roxa pode ser cultivada tanto em jardins a pleno sol e meia-sombra como também em vasos. Suas cores exóticas se destacam melhor quando o cultivo é feito em ambiente semissombreado, pois apesar de tolerar a luz solar direta, as cores adquirem um aspecto menos intenso.

A temperatura ideal de cultivo da Hera-roxa gira em torno de 27°C, no entanto é uma planta que apresenta dificuldades em regiões mais frias do país, com temperaturas abaixo de 5°C.

Rega e Substrato

A Hera-roxa é uma espécie que prefere ambientes com alta umidade, assim ofereça regas sempre que perceber que o substrato está quase seco, mas ainda não totalmente. Uma forma de garantir a umidade para a planta é colocando o vaso sobre um prato de argila expandida com água.

É bom lembrar, as regas excessivas podem prejudicar o desenvolvimento da planta.

O tipo de substrato para o cultivo em vasos, deve ser leve e poroso, de forma que seja bem drenado e aerado. Vasos em formato suspenso são a melhor opção para cultivar a Hera-roxa dentro de casa. Com o desenvolvimento, suas folhas além de preencher todo o recipiente ainda ficam pendentes, envolvendo todo o espaço ao redor.

Adubo

Faça a adubação durante o período da primavera e do verão, uma ou duas vezes no mês. Utilize fertilizantes para folhagens ou do tipo padrão. Os fertilizantes líquidos devem ser diluídos em água de acordo com o percentual indicado na embalagem do produto, nunca excedendo a recomendação.

Se preferir, utilize um fertilizante de formato granular com liberação lenta.

Veja Também:

Gostou das dicas sobre o cultivo da Hera-roxa? Essa linda folhagem pode ser presenteada. Se conhece alguém que também goste de plantas compartilhe nosso artigo e depois lembre-se de marcar as estrelinhas abaixo.

5/5 - (10 votes)

Deixe um comentário