Suculenta Crassula: Conheça os 3 Tipos de Rupestris

suculenta crassula
Suculenta Crassula rupestris

A Suculenta Crassula é nativa da África do Sul onde cresce abundante cobrindo grandes extensões de terra, inclusive como pastagens. Por ser uma planta típica de regiões de grande insolação, se tornou muito cultivada no Brasil, já que se adaptou muito bem ao nosso clima quente.

Vamos falar neste artigo de 3 tipos da charmosa Crassula Rupestris. Desse modo, você pode considerar os mesmos cuidados para todas as 3 espécies, que são bem parecidas entre si.

Veja seus nomes populares e científicos:

Moita-gordinha: Crassula rupestris:

Colar-de-jade, Suculenta-jade: Crassula rupestris marnierana

Colar-de-bebê: Crassula rupestris marnierana Variegata

Sobre a Suculenta Crassula rupestris

  • Nome botânico: Crassula rupestris
  • Outros nomes: Moita-gordinha, Colar-de-jade, Colar-de-bebê, Suculenta-jade
  • Origem: África do Sul
  • Família: Crassulaceae
  • Luz: sol pleno, meia-sombra
  • Propagar: sementes, estacas
  • Temperatura: pelo menos 5 ° C

São plantas herbáceas, com hastes eretas, folhas grossas e que formam densas moitas.

Suas duas subespécies, a Colar de jade e a Colar de bebê apresentam ramificações quase que só na base. Além disso, tem folhas menores que são mais fundidas entre si, constituindo uma aparência mais colunar.

A Crassula rupestris aprecia ambientes com sol, contudo seu cultivo em sombra parcial clara é bem tolerado. Porém, como resultado, a planta se desenvolve com espaços maiores entre as folhas.

Solo

A utilização de misturas prontas para cactos é bem vinda uma vez que gostam de solo com substratos minerais à base de cascalho.

Desse modo, a Crassula cresce bem em uma mistura de 2 partes de solo comum e 1 parte de areia ou grânulos de argila.

Rega

O solo deve estar totalmente seco entre as regas. Você pode regar da primavera ao outono de forma regular. Contudo no inverno, diminua a quantidade de água.

Como Adubar a Suculenta Crassula

A Crassula rupestris, além de crescer como planta rasteira é comum encontrada crescendo selvagem sobre ou entre as pedras. Dessa forma, suas folhas grossas conseguem sobreviver com poucos nutrientes.

Espécimes que crescem em solo preparado nos produtores não precisam ser adubados nos primeiros 2 anos.

Ao passo que, esses solos são previamente adubados. Posteriormente, aplique fertilizantes líquidos ocasionalmente de abril a setembro.

Se você esquecer de fertilizar de vez em quando, não faz mal nenhum.

Suculenta Pata de Elefante: Dicas Rápidas

Planta Bico de Papagaio: Como Cuidar

4 Dicas de Como Fertilizar as Plantas de Dentro de Casa

Compartilhe este artigo com alguém que também gosta de suculentas. E então, comente a abaixo qual suculenta você tem em casa. Além disso, aproveite para conhecer nossos artigos de receitas direto do pomar e da horta.

4.9/5 - (11 votes)

Deixe um comentário