Pacová: Como Cuidar Dessa Folhagem Brasileiríssima

Pacová como cuidar

Se você já conhece o Pacová, provavelmente deve ter um deles em casa, pois é uma planta com folhas belíssimas e se torna difícil não se apaixonar à primeira vista. Como é uma planta tropical, nativo das florestas brasileiras, e que cresce sob outras árvores, ele é muito popular e conhecido por sua capacidade de cultivo à sombra. Veja abaixo tudo que você precisa saber sobre o Pacová, como cuidar, luminosidade ideal, regas, substrato, adubação e como fazer mudas.

Sobre o Pacová

O Pacová é também conhecido pelos nomes populares de Babosa-de-árvore e Babosa-de-pau. Pertence à família da Araceae, a mesma do Antúrio e da Costela-de-Adão.

Assunto Relacionado: Como Cuidar do Antúrio e Ter uma Floração Maravilhosa

Embora existam outras espécies de plantas que também recebem o nome de Pacová, como por exemplo a bananeira, o Pacová do qual estamos falando aqui é uma planta epífita de nome científico Philodendron martianum.

O Pacová é originário da Mata Atlântica brasileira, endêmico das regiões Sudeste e Sul, onde cresce à sombra de outras árvores em ambientes de chuvas abundantes e frequentes e também em restingas.

Possui caule curto e ereto que cresce à medida que a planta vai ficando mais velha. As folhas são largas e grossas em tons de verde intenso. Elas surgem de pseudobulbos, esponjosos, que são responsáveis entre outras funções pelo armazenamento de água.

Possui inflorescências, sem atrativos ornamentais, do tipo espádice, que lembram o formato de outras plantas da família Araceae, como o Lírio da Paz. Porém são pequenas e curtas e não se sobressaem entre as folhas.

Assim como a maioria das espécies dessa família, é uma planta que contém a presença de oxalato de cálcio, que causa irritação se ingerido.

Pacová, Como Cuidar

Luminosidade

Por ser uma espécie epífita, ou seja, que vive sobre outras plantas, o Pacová aprecia o ambiente sombreado das florestas tropicais. Sendo assim é uma planta que pode ser cultivada dentro de casa, porém com bastante luz indireta.

O cultivo no sol faz com que as folhas percam o verde intenso e se tornem amareladas. Em algumas regiões, com temperaturas mais altas é comum o aparecimento de buracos nas folhas, por causa das queimaduras da luz solar.

A imagem abaixo mostra o Pacová cultivado ao sol. Perceba que as folhas tem os tons amarelados e algumas estão com as pontas queimadas.

Substrato

O Pacová possui raízes que se agarram nos caules de outras árvores. Nesse sentido, o substrato deve ser constituído de materiais leves e que não sufoquem as raízes da planta.

Principalmente, quando cultivado em vasos, o Pacová precisa estar em substrato que seja composto, além da terra vegetal rica em matéria orgânica, por elementos leves e permeáveis. Por exemplo, casca de pinus, fibra de coco, areia grossa, perlita ou vermiculita.

Assunto Relacionado: Você Sabe a Diferença Entre Perlita e Vermiculita?

É importante que as raízes da planta possam respirar e consigam assim efetuar sua função não só de fixação como também de absorção de água e nutrientes.

Solos incompatíveis podem prejudicar muito sua planta, como por exemplo, o solo argiloso. Ele gruda nas partes da planta formando uma camada densa que envolve as raízes, impedindo-as de exercer suas funções.

Vaso para Plantar o Pacová

Escolha um vaso com boca mais larga para favorecer a beleza do Pacová. Não há necessidade de ser profundo pois as raízes tendem a subir.

Coloque no fundo uma camada de argila expandida, cacos de telha ou outro material que facilite o escoamento da água. Logo depois acrescente a terra preparada e encaixe as raízes da planta.

Se preferir, coloque uma manta para separar a argila do substrato.

A fim de manter a umidade no substrato por mais tempo, você pode completar a superfície do solo com casca de pinus.

Pacová, Como Cuidar das Regas

O Pacová gosta de umidade, e por ser uma típica planta suculenta, ele acumula água em suas partes para enfrentar períodos de escassez.

Desse modo, é muito importante a dosagem nas regas para evitar a sobrecarga de água. Ao mesmo tempo é uma planta que gosta de estar em substrato sempre úmido.

Em regiões com maior umidade no ar e temperaturas mais amenas, a necessidade de rega é menor se comparada com cidades onde existe maior onda de calor ou ventos frequentes, por exemplo.

Em períodos chuvosos também é necessário a diminuição da frequência e quantidade de água. Sempre indicamos que você experimente com as mãos o substrato e perceba se existe a necessidade de uma nova rega. Essa é na verdade a maneira mais simples de detectar se sua planta está precisando de água.

Adubo

O Pacová não é exigente quanto a adubação, podendo ser fertilizado somente uma ou duas vezes ao ano. Procure um adubo de formulação equilibrada de sua preferência e observe a indicação da embalagem.

Sempre ofereça o adubo para as plantas após a rega para evitar sobrecarregar as raízes.

Como Fazer Muda de Pacová

Para propagar o Pacová, você pode fazer através da estaca do caule quando a planta já está adulta ou então, por meio de folhas jovens que tenham pontas de raízes.

A propagação através de uma parte do caule é simples e basta cortar e enterrar em substrato preparado.

Da mesma maneira, é bem simples a propagação por meio da folha jovem. Ela emite pequenas raízes, assim, retire a folha delicadamente e coloque a parte que tem a raiz encostada no substrato. 

Nos dois casos mantenha o substrato sempre umedecido e à sombra.

Em algumas semanas você perceberá o enraizamento.

Veja Também:

Posts Recentes:

Gostou desse artigo sobre o Pacová, como cuidar, regar, luminosidade, adubo, como fazer muda e tipo de vaso? Deixe suas estrelinhas abaixo e então, compartilhe com quem você sabe que também gosta de plantas. Logo depois, aproveite para ler nossos outros posts do Blog. Além disso, dê uma olhada na parte de decoração e receitas.

4.8/5 - (10 votes)

Deixe um comentário