Rhipsalis Cereuscula: Como Cuidar

Cacto Rhipsalis cereuscula com hastes ramificadas verdes

O Rhipsalis Cereuscula pertence a um grupo de cactos que se origina de florestas úmidas, ao contrário da maioria dos cactos que habita ambientes áridos e secos. Ele é nativo da América do Sul e cresce em galhos de árvores, assim como as orquídeas e as bromélias.

Sobre o Rhipsalis Cereuscula

O nome Rhipsalis vem de uma palavra antiga de origem grega que significa vime, em referência a outra planta da família das Salicáceas, muito utilizadas na fabricação de cestaria. Seu nome popular mais conhecido é Cacto-coral, no entanto é também chamado de Cacto-espaguete e Rhipsalis ereta.

O Rhipsalis cereuscula é nativo dos estados da Região Sul do Brasil, além de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Bahia e Pernambuco. Além desses locais também é encontrado nos países da Argentina, Bolívia, Paraguai e Uruguai.

Ele pertence à família Cactaceae, a qual é predominantemente nativa do continente americano, onde são encontrados desde o norte do Canadá até o Sul da Argentina. Já falamos de várias espécies aqui como por exemplo o Cacto-amendoim, o Cacto-orelha-de-mickey, o Cacto-castelo-de-fada entre tantos outros.

A anatomia do Rhipsalis cereuscula é composta de caules verdes cilíndricos com hastes verdes ricamente ramificadas e segmentos quase circulares com cerca de 20-30 cm de comprimento e 3-4 mm de diâmetro. Esses segmentos substituem as folhas na realização da fotossíntese da planta.

São plantas epífitas e possuem raízes aéreas para se fixarem nos galhos das árvores, contudo ao contrário do que muitas pessoas imaginam essa relação não é de parasitismo. Ele apenas encaixa suas raízes nos troncos das árvores e se alimenta do acúmulo de material orgânico que se prende entre suas raízes.

E o que é muito interessante na espécie Rhipsalis é que o crescimento de novos brotos se dá pela extremidade dos brotos antigos, o que torna a planta cada vez mais ramificada e volumosa.

As flores são pequenas, brancas e surgem nas pontas dos brotos. Os frutos têm um formato ovalado e branco com cerca de 5 cm de diâmetro.

Imagem: jaehoon.jjeong

Como Cuidar do Rhipsalis Cereuscula

O Rhipsalis cereuscula é uma planta rústica, resistente que prospera em ambientes úmidos e de meia-sombra. A utilização de vasos suspensos deixa seu visual espetacular com seus muitos ramos pendentes.

Luz e Temperatura

Para cultivar o cacto Rhipsalis cereuscula no jardim, tente imitar seu habitat de origem, deixando-o sob a sombra das árvores e evitando o sol quente do meio do dia.

Dentro de casa, procure um local semissombreado como, por exemplo, uma varanda ou janelas que permitam algum tempo de luz solar durante o dia.

Eles gostam de ambientes quentes, com temperatura entre 12° e 24°C.

Rega e Substrato

O Rhipsalis cereuscula é um tipo de cacto que precisa de regas regulares pois ao contrário da maioria dos cactos ele não suporta longos períodos de seca. No entanto, o solo deve ser muito bem drenado se seu cacto estiver em vasos. Isso evita que a água da rega se acumule no fundo do vaso e sufoque as raízes.

O tipo de substrato pode ser semelhante ao usado em vasos de orquídeas, contudo rico em matéria orgânica. A mistura pode conter, além da terra vegetal adubada, por exemplo, carvão vegetal, casca de pinus ou outra madeira e fibra de coco. O objetivo é manter um substrato bem aerado que permita a drenagem rápida da água da rega e ao mesmo tempo a respiração das raízes. Uma maneira de melhorar o escoamento da água e evitar o acúmulo, é forrar o fundo do vaso com uma camada de argila expandida, caco de telha ou pedriscos.

Como o Rhipsalis cereuscula é sensível ao encharcamento das raízes, as regas só devem acontecer quando o solo já estiver parcialmente seco. Fique atento às intempéries do dia a dia como por exemplo o vento e o calor que fazem com que a água se evapore mais rapidamente.

Adubo

Comparativamente, o Rhipsalis precisa de mais nutrientes do que os cactos convencionais, no entanto se considerarmos que o substrato já é rico em húmus a frequência de fertilização deve ser baixa. Utilize uma formulação padrão do tipo NPK, com percentuais 10-10-10, ou se preferir faça a adubação orgânica.

O florescimento é mais raro nas plantas que estão em ambientes internos, assim se deseja incentivar o surgimento de flores, procure por adubos onde o percentual de fósforo seja maior.

Se quiser ver outras espécies e tipos de Rhipsalis veja o que já escrevemos sobre eles aqui neste artigo: Planta Rhipsalis, Como Cuidar Desse Cacto Diferente

Propagação

Para fazer a propagação do Rhipsalis cereuscula pegue alguns segmentos de estaca com pelo menos 10 centímetros. Corte sempre na parte onde eles se ramificam.

Espere alguns dias antes de fincar sua estaca no solo. Elas precisam cicatrizar para evitar que a parte que estará em contato com a umidade do solo não crie fungos e bactérias.

A propagação é muito simples e em alguns dias você verá o resultado. Você também pode fazer todo o processo através das sementes, mas o tempo será muito maior.

Gostou das dicas sobre o Rhipsalis cereuscula? Então, você já tem uma planta dessa em casa? Aproveite e compartilhe com seus amigos que também gostam de plantas e não esqueça de deixar suas estrelinhas abaixo.

5/5 - (12 votes)

Deixe um comentário